Lua de Mel - Tocantins e Argentina

de 26.03 à 07.04.2014

Olá pescadores(as)!

Depois de dez anos juntos conseguimos realizar a nossa tão desejada festa de casamento.

Começamos os preparativos e pergunto para minha esposa: onde vamos passar a lua de mel? E a reposta é o sonho de todo marido pescador, vamos pescar.

Infelizmente nesse mês já não dava para pescar na Amazônia que era nosso sonho de pescaria, então depois de muita pesquisa escolhemos o Lago do Peixe em Tocantins e Ita Ibaté na Argentina.

Ficamos uma semana no Rancho do Kojak e uma semana na pousada Gêmeos.

No Kojak tivemos a grande oportunidade de pescar com o guia Deyvid, uma pessoa fantástica e divertida, um dos melhores guia que já pescamos, recomendamos!!

As paisagens são muito bonitas e a ansiedade estava enorme. Então, bora para pescaria!

 

Começando os trabalhos e logo a esposa abre a pescaria.

Em seguida também pego o meu primeiro azulão que deu um show de saltos.

Continuamos trabalhando e fizemos nosso primeiro dublê, primeiro de muitos, rsrs.

O lago do peixe é algo impressionante e bem preservado com muita consciência das pousadas, nunca vi tanto tucunaré como lá. Estavamos pescando e de repente estourava um cardume de tucunarés, aí era festa total, só jogar em cima da muvuca que era um atrás do outro. Chegava a pegar de 15 a 25 peixes em um mesmo cardume que o guia preferia segurar no viveiro do barco para não espantar, mas logo soltávamos os peixes para vida.

No final do dia era algo em torno de 60 a 80 peixes capturados e braços muito cansados, mas era só um pegar que o outro já logo arremessava e esquecia da canseira rsrs.

Força, rsrsrs.

Depois de uma boa noite de descanso, bora para mais um dia de trabalho e logo pela manhã consigo capturar um lindo exemplar.

Mais um cardume e muitos peixes fisgados.

Peixes para vida...

Outro cardume e como dizia o grande Deyvid... “É peixe demais minha gente!”

Pausa para descanso...

De volta aos azulões...

Pescaria em um barco muito confortável e muito veloz, show de bola!

Pegava até de dois na mesma isca...

Na pousada também contavamos com a presença ilustre da nossa amiga Vilma, uma arara muito simpática.

Voltando para a pescaria, os tucunares continuavam com força total

E mais cardumes, cada um estava com três varas armadas e pegava um em cada vara, imaginem 6 varas com peixes fisgados, era uma confusão danada e risada para todo lado.

Pausa para o almoço, conforto e muita mordomia. O Deyvid preparou a sala de jantar em uma ilha com direito a redes para descanso, mesa, cadeira, talheres, etc. Sem deixar à desejar no sabor, o almoço estava delicioso.

E assim foi nossa pescaria no lago de peixe com muita ação e muitas risadas, pescaria maravilhosa.

Próxima parada, Argentina.

A pescaria na Argentina foi muito mais difícil, pois os dourados não quiseram aparecer. Como o dourado estava muito tímido, partimos para a pescaria das piaparas e piracanjubas e aproveitamos para desfrutar daquela linda paisagem e comer muito rsrs a pousada tinha um cardápio espetacular.

Mas cade os peixes? Rsrs

As fortes e belas piracanjubas aparecem, eu nunca havia capturado esse peixe, mas são muito valente e brigadoras e tomavam muita linha.

A esposa tem uma sensibilidade incrível na pesca de rodadinha, era o peixe passar perto e ela já pegava, apanhei feio rsrs.

Varinha cantando.

Peixe de volta para vida!!

E para fechar a pescaria, mais um peixe inédito, uma linda piraputanga

Gostaria de agradecer a Deus por mais uma pescaria, a minha esposa pela lua de mel maravilhosa e a todos do Rancho do Kojak e da pousada Gêmeos por todo carinho que tiveram conosco nesses dias.

Obrigado a todos e até o próximo relato do Nossas Pescarias.

Contato

http://ranchodokojak.com.br/

www.gemeospescaesportiva.com.br/