AMAZÔNIA - A PRIMEIRA VEZ

de 14 à 21.02.2015

Se alguém me pedir para destacar a parte mais importante do relato, não hesitaria em dizer que são os agradecimentos às pessoas que contribuíram direta ou indiretamente para realização desta pescaria.

Em primeiro lugar agradeço à Deus, pela vida, pela oportunidade concedida, por criar aquele paraíso e pelos sorrisos das pessoas que convivi nessa semana e que me trouxeram muita alegria.

À minha amada esposa, Regiane, que desde nossos primeiros encontros vem abrilhantando minha vida com a intensa luz do seu sorriso. Obrigado por toda paciência, companheirismo, pelo seu amor, por toda dedicação e carinho que tem comigo. É gratificante demais para mim lembrar que há 11 anos nós íamos pescar de moto, alugávamos um barquinho cheio de furos e tínhamos que remar muito e muito... e agora poder realizar esse grande sonho que tínhamos a tanto tempo é um presente.

Agradecer meu pai, seu Carlos, e minha mãe, dona Cibele, que sempre me incentivou muito nesse esporte que tanto amo e que sempre fez toda a força do mundo para me levar para pescar mesmo quando meu pai não podia.

À turma maravilhosa que esteve junto conosco nessa viagem. Conheci e aprendi admirar pessoas fantásticas, divertidas, companheiras e com muitas histórias. Toninho e Vanda, Jathir e Clarisse, Wladmir e Paula, Guto e Lia, Serginho e Bel, Ian e Eneida e Fábio (vulgo sapatilha... bricadeirinha) admiro muito vocês e agradeço a oportunidade de passar essa semana maravilhosa junto a vocês. Agradecer ao barco hotel Kalua que foi muito 10, Otávio, Mega, Ian, toda tripulação e ao Marquinho nosso guia, muito obrigado por tudo.

Também quero agradecer ao pessoal do fórum Turma do Biguá que me ajudaram muito nessa pescaria na Amazônia, tirando dúvidas e dando dicas, com certeza vocês fizeram parte do sucesso desta pescaria! Obrigado!

Aos amigos João Medeiros pelas grandes dicas, trocas de idéias e recomendações, Junior Carrijo pelos belíssimos Jigs que me ajudaram muito na pescaria, ao Jansen por ter realizado meu projeto de uma custom de última hora e feito um trabalho espetacular, a vara ficou demais.

Vamos lá!!

Depois de meses de ansiedade e preparação, o dia tão esperado chegou, embarcamos de São Paulo para Manaus no sábado dia 14/02, lá tivemos tempo de conhecer o teatro Amazonas e fazer um tour na cidade na companhia dos nossos novos amigos Guto e Lia que fizeram o máximo para aproveitarmos essa viagem. Após o passeio passamos a noite em um hotel em Manaus e no dia seguinte embarcamos para Barcelos, foi uma das noites mais longas da minha vida, rsrsrs.

No caminho essa vista maravilhosa. Parece as asas de um anjo que está lá protegendo esse lugar mágico.

O Barco Hotel Kalua, nossa casa nessa semana

Nosso quarto, muito confortável.

Nessa viagem também tive o grande prazer de um conhecer algumas pessoas que via pela televisão e outras que lia suas matérias e que já tinha uma grande admiração pelo trabalho e agora tenho muito mais. Uma delas Ian-Arthur de Sulock um dos proprietários do barco, grande pescador e uma pessoa fantástica que conhece demais aquele lugar. Conversou muito comigo, deu muitas dicas sobre a pescaria lá, além de me ensinar muita coisa sobre o rio negro e seus afluentes.

Outra pessoa que também tenho grande admiração e tive oportunidade de conhecer pessoalmente foi Isabel Pellizer e seu marido Serginho, duas pessoas fantásticas, o Serginho está sempre brincado e se divertindo o tempo todo, ambos tem histórias maravilhosas de muitas aventuras para nos contar. Além de grandes pescadores a "Bel" também é escritora, ela escreve para uma das principais revistas de pesca do Brasil, super atenciosa, nos ajudou com muitas dicas para a preparação da nossa pescaria, para quem não conhece seu trabalho vale muito a pena conhecer. Esse é o site dela http://isabelpellizzer.com.brlá também tem muitas matérias e dicas de pesca. Aqui Bel e seu marido mostrando o sucesso da pescaria deles nessa semana...

Além de Fazer tudo isso, a Bel ainda teve todo o capricho de presentear todos os casais com uma linda toalha bordada. Essas são as nossas... Chique demais, rsrs

Aqui o nascer do sol na Amazônia, umas das coisas mais lindas que já vi.

As paisagens, os lagos, a cor da água, são muito marcantes nesse paraíso!

Começamos os trabalhos e minha esposa fisga seu primeiro Tucunaré Açu, um peixe com uma coloração das mais lindas que já vi. Parece que cada detalhe foi pintado a mão. Ela ficou muito emocionada, foi uma grande briga!

Depois da grande emoção, também fomos conhecendo as outras espécies de tucunaré da Amazônia, como esse borboleta, que também são um show de cores

Dublê!

Trabalhando incansavelmente, rsrs

Agora foi a minha vez de pegar o meu primeiro grande Açu. Passamos por um ponto em potencial, batemos diversas vezes e nada, descemos mais um pouco batendo e o guia diz: vamos voltar naquele ponto e bater novamente, e bingo apareceu o peixão. A batalha foi algo emocionante, uma coisa que não consigo descrever, a cada salto vinha aquele frio na barriga, quando o peixe saiu da água eu não conseguia nem falar quase não tinhas forças para levantá-lo rsrs, uma tremedeira total, foram 7kg de muita emoção e de realização.

Após esse lindo peixe veio uma chuva forte e nosso guia encostou o barco na margem e esperar um pouco, mas eu, com toda minha ansiedade, mesmo com o barco encostado fiquei pinchando próximo a umas arvores caídas e acabei engatando outro peixe maravilhoso. O Blank da minha vara dobrava de uma ponta a outra e o peixe acabou se enroscando no meio de uma galhada, achei que tinha perdido, mas nosso guia pulou no rio, entrou numa pauleira danada como se fosse um jacaré e conseguiu achar o peixe (foi uma pena estar chovendo e não ter filmado toda a operação do guia). Nosso guia o Marquinhos é uma pessoa fantástica, muito humilde, atencioso, está sempre vendo a movimentação dos peixes, não tenho palavras para agradecê-lo, esse peixe foi todo dedicado ao esforço dele. Valeu Marquinhos!

Depois um paquinha.

Todos os dias na volta da pescaria a equipe do Kalua nos esperava com muitos petiscos e drinks deliciosos onde toda turma se reunia e era gargalhada para todo lado rsrs!!

Vista das belas praias do Rio Negro.

Como o Padauari estava muito seco e impossível subir com o barco hotel, o Kalua ofereceu um serviço de acampamento, buscando a cabeceira dos afluentes para encontrar pontos com pouca pressão de pesca. Dois casais, Serginho e Bel e Wladmir e Paula subiram e tiveram ótimos resultados.

Pescando no Padauari... E mais um dublê rsrs

Que coloração expetacular tem esse peixe!

Passando pelas comunidades... Achei muito legal o respeito que todos do Kalua tem com os ribeirinhos.

Mais um tucuna açu do Padauari com uma cor bem diferente, mas igualmente lindo.

Amor a primeira fisgada rsrs.

Minha esposa não fica para trás e garante mais um também.

Ao final do dia já com os braços moídos e cansados, mas sempre lutando, levo uma baita porrada na superfície e todo cansaço vai embora rsrs.

Ao final do penúltimo dia de pesca a equipe do Kalua nos esperava com um belo luau.

Muita descontração e risadas com uma turma que jamais vou esquecer, pessoas mais que especiais.

Da esquerda para direita: Guto e Lia, Rodrigo e Regiane, Wladmir e Paula, Jathir e Clarisse, Serginho e Bel, Ian e Eneida e embaixo Fábio, Toninho e Vanda.

Equipe do Kalua (Giovana, Lei, Passarinho e Bolinha ) uma equipe super atenciosa e prestativa, nota 10!

Mais um dia de pescaria e mais alguns peixes.

Todos os casais tiveram muito sucesso em suas pescarias e pegaram bons peixes, a maioria não queria nem parar para almoçar.

Esses são Guto e Lia, que estão em busca do seu record.

Esses são Toninho e Vanda, que pegaram os maiores peixes da turma.

Aqui são Paula e Wladmir, casal experiente na Amazônia, o Wlad já conhece os peixes pelo nome, rsrs.

E o grande Fábio. Placar dessa pescaria: Pirarara 9 , Fábio 1, rsrs, mas valeu a pena né... Grande troféu!

E para encerrar um lindo por do sol.

E foi assim um pouco da nossa tão desejada viagem.

No último dia quando chegamos em Barcelos e me deitei as imagens das porradas na superfície não saiam da minha cabeça, me deu muita tristeza ter que deixar aquele mágico lugar, mas com a certeza de um dia retornar.

No total a turma pegou 1009 peixes, sendo o maior tucunaré 9kg e a maior pirarara 1,45m capturados pelo casal Toninho e Vanda.

Compartilhando algumas experiências

Perdi 2 peixes grandes por decidir colocar o dedo na carretilha para não deixar o peixe ir para pauleira, 1 abriu uma garatéia owner 4X (acredito que abriu porque o peixe tinha engatado em apenas um anzol que voltou reto rsrsrs, uma força de impressionar, o outro no último dia, tomei uma grande porrada na T20 e um engate rápido de 80 LB do Glico voltou aberto.

Equipamentos utilizados e iscas que mais deram resultado:

Eu

Vara Albatroz Enzo III 5'6 25lb + Carretilha Venator + Linha Triumph 60lb + engate rápido glico 120 LB c/ girador (iscas High Roller e Yara Devassa)

Vara Lamiglas IM6 25 lb custom by Jansen + carretilha chronarch c14 + linha G-Soul wx8 55lb #4 (achei a linha espetacular) + engate rápido glico 80 LB + leader triumph 50 LB - iscas ( Pencil 110 da DUO , T20 e Aile Magnet 125) equipamento que mais utilizei.

Vara Liger 20 LB + carretilha curado 200 hg nova + Linha Triumph 50lb + Jigs by Junior Carrijo

Minha Esposa

Vara Rapala Gold 5'6 20lb + carretilha chronarch c14 + linha G-Soul wx8 55lb #4 + engate rápido glico 80 LB + leader triumph 50 LB - iscas (Curisco 110, XRAP 10, biruta 110 e Zig Zara)

Vara Daiwa Air 5'3 25 LB + carretilha curado 200E + Linha Triumph 50lb + engate rápido glico 80 + leader triumph 50 LB – iscas (Rover 2SEA e Jigs)

 

Contato

www.kaluapesca.com.br

(21) 99632-6252 

(92) 98199-0641